Com que frequência os profissionais da saúde do seu painel estão sendo visitados? Essas visitas são eficientes e trazem os resultados esperados? E em relação ao custo, o budget atual é suficiente para atender todo o painel?

Os pontos acima fazem parte da realidade das equipes comercial e de marketing das indústrias farmacêuticas na hora de montar a estratégia de visitação ao painel.

E um dos pontos que também deve ser levado em consideração é sobre a manutenção do relacionamento médico – o que é essencial para fidelizar o profissional e aumentar a quantidade de prescrições.

Diante disso, é comum que surja a dúvida: vale a pena investir na visitação virtual?

 

Estabelecendo critérios para a visitação médica

A visitação médica virtual durante muito tempo foi vista com certo preconceito por parte dos especialistas em saúde. Ao serem acionados por uma ligação telefônica ou até mesmo uma plataforma virtual, muitos se sentiam desprestigiados.

Porém, o perfil dos médicos tem mudado muito nos últimos anos. Cada vez mais, temos profissionais jovens e adeptos da tecnologia. E isso tem facilitado a implementação de uma estratégia conjunta de visitação, que mescle o presencial com o virtual estratégico.

Mas para ter sucesso com essa estratégia é importante definir critérios de acordo com os perfis dos médicos e assim combinar a melhor estratégia para cada um.

Veja a seguir na pirâmide como as visitações devem ser planejadas:

 

 

Planeje o relacionamento com seu painel

Quando você passa a usar o apoio de uma empresa especializada para ajudá-lo na estruturação da estratégia de visitação médica que faça sentido para o seu negócio, você passa a ter uma atualização constante do painel e também uma ampliação na cobertura.

Tudo isso faz com que aumente a geração de demanda e a prescrição do seu medicamento. Por isso, busque o parceiro certo para aprimorar esse processo tão importante.