Como você faz a gestão da sua farmácia ou rede de drogarias? Provavelmente, utiliza um ERP (sistema de gestão empresarial) que gera dados importantes sobre a demanda de cada PDV, volume de produtos armazenados em estoque, total de venda de produtos de programa de tratamento, atualização de preços, entre outros indicadores importantes para uma tomada de decisão.

Mas será que somente o sistema de gestão empresarial é suficiente para centralizar as informações e trazer os dados que realmente necessita para tomar uma decisão rápida e assertiva?

Boas práticas de distribuição e armazenamento de medicamentos

Na hora de negociar com um fornecedor pode ser que surjam alguns problemas durante o processo como, por exemplo, a impossibilidade de fazer uma compra porque será solicitado o pedido mínimo pelo distribuidor para a operação logística. Ou ainda que seja identificado que o varejo não possui o limite de crédito necessário para concluir a compra.

Esses e outros problemas do tipo acabam colocando em risco a gestão do estoque, o bom atendimento ao cliente e o funcionamento da operação do PDV como um todo. E isso ocorre porque a maioria dos softwares utilizados pelas farmácias não é capaz de identificar essas informações.

Centralização dos dados

Por isso, torna-se fundamental utilizar uma ferramenta que permita a visão integrada de todas as informações da cadeia, incluindo a relação com o fabricante e o distribuidor.

No caso de redes farmacêuticas é essencial que se consiga enxergar o cenário macro e entender, por exemplo, quais lojas estão recebendo reposição dos mesmos medicamentos e quais lojas não têm demanda daquele tipo de medicamento.

Imagine que uma rede de farmácias precise comprar R$ 1 milhão e tem orçamento de R$ 800 mil. Como ela pode ajustar a compra para não ter ruptura de estoque e, ao mesmo tempo, não deixar de comprar os itens essenciais? Vale só comprar os produtos da curva A?

Respostas como essas ficam mais fácil de serem obtidas quando o varejo utiliza um sistema de integração de informações de toda a cadeia. Com isso, aumenta-se a rentabilidade e a ruptura diminui significativamente.

Velocidade na reposição de estoque

Com a possibilidade de ter a centralização dos dados e tomar decisões ágeis, as farmácias criam uma dinâmica onde conseguem fazer reposições mais rápidas, diminuindo o estoque parado e gerando uma rotatividade de vendas maior.  O sistema permite que o PDV enxergue, por exemplo, que tem mil unidades de um item que demora em média 30 dias para ser vendido, por conta do perfil do shopper desse produto.

Outra vantagem importante desse sistema é que o varejo cria suas próprias regras para alimentá-lo. Assim, se o comprador esqueceu de cadastrar uma negociação diferenciada, o sistema o alerta.

Esta solução realiza a troca de arquivos e da visibilidade em toda a operação, desde o momento que o pedido saiu da loja até quando chega a nota fiscal.

Fluxo do pedido: loja – distribuidor – resposta do distribuidor –  recebimento da NF

A maioria dos softwares de gestão não permite esse acompanhamento do fluxo e muito menos faz o looping automaticamente, mostrando quem são os distribuidores que possuem as mercadorias disponíveis.

Mais estratégia para o comprador

Além disso, o uso da ferramenta permite que o comprador não atue somente como um cadastrador de pedidos. Esse profissional passa a ter a oportunidade de agregar mais inteligência ao negócio, tornando-se uma pessoa estratégica. Afinal, o que é operacional, o sistema passa a fazer por ele. Basta parametrizar os dados na ferramenta.

Este tipo de solução se torna ainda mais vantajosa quando integrada a programas de descontos como os da Pharmalink, pois consegue consumir as regras e garantir os descontos da indústria para o varejo, sem quebrar os pedidos.

Para isso, é feito um único disparo do pedido em cima da demanda e a ferramenta se encarrega de fechar todo o fluxo para depois gerar uma nova demanda. Assim, o PDV diminui a compra e passa a ter uma reposição muito mais rápida, evitando a ruptura, já que consegue ter a visibilidade de todos os dados que trafegam dentro da ferramenta. Saiba mais sobre como organizar sua farmácia para não ficar sem estoque.

Quer mudar a maneira de fazer a gestão da sua rede de farmácias? Fale conosco. Possuímos a expertise que seu negócio precisa.